quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Atualização Patrimonial do Almofadinha - Jul/17 - R$ 109.013,36 +0,03%

Muuuuuuuuuuito Buenas Noches muchachos.

Despacito pra cá e pra lá, Julho foi gigante e se foi, mês tão chato quanto essa votação da Denúncia contra o mifel femer.

Se há algo de bom nele foi que pelo menos por enquanto minhas finanças se mantiveram em patamar estável, apesar dos saques que foram necessários para fazer frente às despesas previstas, a valorização dos ativos foi essencial para que o preço da carteira não caísse nominalmente.

Outro fato é a PREV da empresa, 150%da minha contribuição é a contribuição da empresa, ajuda pra caramba e se eu sair dela eu posso manter no fundo por mais três anos contribuindo com a minha parte para poder fazer uma portabilidade inclusive do saldo que a empresa compôs para as PREVs abertas na mesma modalidade (PGBL).

Vamos aos números e típicos gráficos.


07/17Total
TDR$ 28.917,69
FUNDOS CAIXA RFR$ 7.259,54
AÇÕESR$ 12.416,81
FIIR$ 6.196,54
CAPITAL SOCIAL COOP AR$ 346,11
CAPITAL SOCIAL COOP BR$ 144,09
RDC COOP BR$ 279,56
POUPANÇAR$ 927,68
PREV EMPRESAR$ 52.525,14
R$ 109.013,16



O desafio pra mim agora é manter a PREV e o Tesouro Direto nas mesmas proporções, o meu TD é conservador, tenho títulos voláteis mas 54% é LFT (Tesouro SELIC) e 40% NTN (Tesouro IPCA), mas mesmo grandes movimentos não serão suficientes para alterar tanto a carinha do gráfico, em resumo, quero focar meus aportes em Ações e FIIs para chegar a 25% em RV, é um número interessante, conservador, que me agrada.

Sobre renda passiva eu obtive avanços, foram R$58,15 na minha conta corrente, descontando a taxa de custódia de R$ 8,65 fiquei com limpinhos R$49,50 na porpança 

Nada mal...

No trabalho a bosta de sempre continua, gente sendo demitida, gente pedindo pra sair, se aposentando, mas eu tô lá, só falta estar firme e forte, mas tô ocupando cadeira, tá tão chato que não compensa nem comentar aqui.

Por hoje é só, boa semana pra geral aê!

A.A


domingo, 30 de julho de 2017

Perder faz parte do jogo, é valioso, não desperdice as derrotas!

Boooa Noite Senhores.

Perder é uma grande maneira de crescer....estranho, né?!

Explico.

Perder vale muito mais do que ganhar, em todos os momentos da sua vida profissional e pessoal, quando você perdeu algo que gostava e que te fazia feliz foi por um propósito, proposito de te deixar mais forte!

Todas as vezes que algo deu errado na minha vida e eu tive que recomeçar foi valoroso pois foi a oportunidade de tentar mais uma vez de forma diferente, com mais experiência, expertise, indo por outro caminho, encarando de maneira mais madura, foram nos momentos de falha que eu mais cresci.

Lembro como se fosse hoje do meu primeiro pé na bunda, a garota me trocou por um babaca e me deu um pequeno par de chifres, doeu tanto que eu não tive mais amor pela minha vida, mas o propósito daquilo foi fechar uma porta podre que me levaria a um buraco negro para que eu continuasse minha caminhada e encontrasse outra pessoa que me fizesse mais forte!

Quando um ente querido cumpre sua missão aqui na terra e parte para outro plano? Dói pra caralho mas você realiza que a vida passa que nem trem bala, parceiro. É uma mensagem clara de APROVEITE SUA VIDA, não na base do consumismo, mas na base da amizade e do amor, conviva com quem você gosta porque num clique a vida acaba.

Eu fui muito mais feliz a partir do momento em que passei a aceitar as derrotas, é de fato mais difícil e mais fácil ganhar na primeira e nós somos preguiçosos e queremos mais com menos esforço. Perder é a melhor maneira de crescimento, aceitar a perda é estar aberto a conquistas e crescimento, crescer dói, machuca, judia, bate no teu casco, mas te deixa cada vez mais cascudo, te deixa cada vez mais forte e melhor.

Perder é a melhor maneira de aprender, quando você estiver no topo, olhe pra trás e veja quantas vezes tu perdeu, tenho certeza que serão muitas, mas são esses momentos que alicerçam a caminhada rumo ao sucesso!

Obrigado pela atenção e tenham uma boa semana, foco no big corn!

terça-feira, 25 de julho de 2017

A Frugalidade pode virar mesquinharia?

Booooooa Noite Doutores da Alegria Financeira!!

Estava conversando hoje com dois amigos, e agora a noite li um artigo muito bom do Blog Valores Reais que vocês podem conferir aqui que me motivaram a escrever o meu ponto de vista aqui hoje.

Na minha vida pessoal e financeira eu procuro evitar desperdícios, por menores que sejam, como por exemplo usar um shampoo que renda mais a um custo justo, não lavar uma camisa após um pequeno período de uso, ou um talco para os pés que você não precise descarregar um Aécio dentro do sapato mas que também não custe o preço de cocaína (aqui vai uma dica, usem Lysoform aerosol nos sapatos de couro que eventualmente te deixem com cheiro de parmesão estragado), agora voltando do parêntese #DonadeCasa e falando do assunto, em resumo, eu gosto de economizar em coisas que eu ainda possa ter o benefício, é uma linha tênue mas importante.

Nessa conversa que tive com um amigo advogado e outro ex-gerente de banco que depois de passar por alguns perrengues se aposentou, chegamos no assunto reserva de emergência, eu confesso que ainda estou formando ela e ainda não sei muito bem mensurar seu tamanho necessário, mas estou formando em poupança pois aqui não é rentabilidade o principal fator, mas sim o acesso e liquidez super imediata (cartão de débito), e estar separado da conta corrente principal com alguma remuneração, sem IR e sem frescura.

O que eu fiquei surpreso em ouvir do Advogado é que poupança de até 40 salários mínimos é impenhorável, ele me disse que há discussões sobre a aplicabilidade sobre outros investimentos se forem os únicos, como Fundos DI de trabalhadores que aplicaram verbas rescisórias no momento do saque e usam para seu sustento, mas que o entendimento geral dos juízes é que em poupança com saldo inferior a atualmente o que seria R$ 93.700,00 não se mexe.



Ora, isso é bastante dinheiro, é quase a minha carteira toda, mas o ponto é que eu vejo muita gente fazendo sua reserva de Emergência em Tesouro SELIC (LFT), oras...e se a corretora quebra? e se você tem algum problema na justiça? e se sua filha (o) vai para o hospital e você sem convênio precisa pagar alguma despesa médica de imediato? eu sei que existe cheque, mas já trabalhei em hospital e nunca vi lugar mais mercenário do que aquilo, onde eu trabalhava cheque não era aceito nem o do Governador do Estado, era cash ou cartão, se não mandavam para o PS público.

Reserva de Emergência é EMERGÊNCIA, mas coisas que a gente pede para Deus que não aconteça, mensurar o tamanho dela é dever de cada um, mas eu acho arriscado praticamente zerar a conta, não deixar nem os vinte reais do ladrão na carteira, não acho frugal nem inteligente, acho mesquinho.

O nosso amigo ex-gerente de grandes fortunas de um grande banco que não existe mais confirmou que isso é antigo e usual no mercado, e outra coisa bem usual que ficou em evidência com as notícias sobre a penhora dos bens do Lula é que muita gente suja com a justiça direciona recursos para os planos de previdência somente para evitar bloqueios judiciais, mas que eles só são mais difíceis de sofrerem bloqueios, mas não é impossível.

O caso do nosso amigo é o que eu chamo de cabeça pequena, no último banco que ele trabalhou depois de vários anos de experiência em várias outras instituições, o motivo da demissão foi basicamente não atingir o que o banqueiro queria, mas ele entrou no detalhe e eu acho que saquei. No banco antes deste ele tinha a disposição táxi pago pelo banco para eventuais visitas, ele saiu deste banco e foi para outra instituição com o pagamento de luvas e por lá ficou quase 6 anos e neste não havia o pagamento deste táxi, portanto ele ia para suas visitas quando necessárias de ônibus! e de cabeça tão pequena, ele não achava justo nem legal o 'patrão' exigir agilidade dele nas visitas.

Sendo muito, mas muito sincero, acho que se o chefe te exige algo, ele precisa te dar ferramentas para isso, mas nesse caso eu acho que ele foi mesquinho e não frugal pois vejam bem, frugalidade seria planejar essas visitas e ir trabalhar de carro em dois ou três dos cinco dias da semana, há certo gasto mas é uma facilidade na vida, a mesquinharia que inclusive foi percebida por ele e espero que ele não leia isso foi que isso afetou a produtividade dele, cara super competente que terminou a vida profissional trabalhando pela metade do que ganhava, afetou a aposentadoria dele.

Eu até acho que deve existir um limiar para que você não seja explorado e praticamente pague para trabalhar, mas cabeça pequena não dá minha gente, se eu posso deixar um recado no coração de cada um que lê isso aqui é: PENSEM, as vezes o barato sai caro!

Posso dizer que aprendi muito com a galera aqui dessa Finansfera maluca, mas o mais importante é que estou aprendendo a pensar!

Muito obrigado galeraaa